Video
1

10 músicas de tirar a calcinha

Quando digo que são músicas de tirar a calcinha você pode entender pelo lado literal ou pelo lado figurado da palavra. Como assim? Sabe aquela música que faz você se imaginar a própria Beyonce arrasando na coreografia? Ou aquela música que faz você se sentir a Anastasia com AQUELE Christian Gray que você imaginou ao ler o livro – pois o interprete do filme, para mim, não chegou nem aos pés do meu Chris, que SEM DUVIDAS seria Matt Bomer – enfim.
É aquela música que faz você sentir vontade de ir até o chão, fazer aquele pole dance ou ser musa de cinema na cama. Se você nunca experimentou fazer essas coisas, fica dica, da o play e se solta:
Queen Bey – Rocket
Glory Box – Portishead
Hooverphonic – 2Wicky
Alex Clare – Too Close
Enigma – Mea Culpa
Quee Bey – Haunted
Danzig – She Rides
David Bammer – Play (Come on Neggas)
Karise Eden – It’s a Man
E a clássica que não pode faltar: 
Joe Cocker – You Can Leave Your Hat On
Deh Lima
Advertisements
0

Teleton 2014

Hoje cheguei ao Teleton, exatamente, às 7 h da manhã. Eu estava com sono e com muita preguiça (é feio eu sei, mas é verdade). Assim que adentrei a porta do lounge avistei um pontinho de luz,  saltitante e comunicativo. O tipo de pessoa que carrega com sigo uma luz e um amor capaz de contagiar todos a sua volta. Esse pontinho,chamado Fernandinho, iluminou meu dia, minha vida e meu coração.

Fernandinho estava la, sentadinho em sua cadeira, sempre com um sorriso pronto para lhe desarmar de todo e qualquer sentimento contrário ao amor. Andando para lá e para cá, ele fala e anima todos a sua volta. Esse pequeno, assim como os muitos outros pequenos que participaram do evento, possuem muitos motivos para reclamarem ou até mesmo não estarem contentes. Mas não, eles estavam lá, sorridentes e sinceramente felizes, amados e amparados pelas super mamães.

Gostaria de deixar registrado o meu carinho, amor e respeito por cada uma daqueles crianças e suas mamães. Aquilo que eu achava que era o fim do mundo, tornou-se ridículo e supérfluo diante da batalha traçada dia-a-dias por essas mães e seus filhos. Obrigada por me lembrar do valor da vida e por contagiarem o meu dia com coisas boas!

Confira aqui alguns momentos que eu consegui registrar antes da minha bateria acabar (risos):

0

Muito Amor Nesse Verão – Tendência

Foto: Reprodução/Tumblr

Foto: Reprodução/Tumblr

Os charmosos e delicados óculos em formato de coração tornaram-se tendência na década de 60, após o filme Lolita, de Stanley Kubrick.

Está é uma das apostas para o verão de 2014. Os óculos ganharam as versões: sem armação, espelhado e colorido. Os modelos originais são comercializados pela marca, Wildfox.

Muitas famosas já estão desfilando seu modelitos por ai, veja e inspire-se:

Aqui estão alguns links para você comprar o seu Lolita:

Ebay

Amazon

Marca original do Lolita Sunglasses, Wildfox.

Então é isso gata, se você tem estilo arrasa!

– Deh Lima

0

Adeus

Adeus

E quando tudo acabar
A vida continuará
Seus olhares,
Para sempre irei levar
Guardados em uma caixinha de cristal,
Linda e delicada,
Como cada um dos nossos momentos

E o que passou
Jamais esquecerei
E com cada promessa,
Muitas não cumpridas,
Eu guardarei

E se um dia
Meu coração encontrar
Não será preciso mentir
Você sentirá
O quanto de você
Ainda existe em mim.

– Deh Lima

0

Sobre Barba, Inteligência e Sexappeal

tumblr_mos1m75At61qch0eqo1_500
E ele começa a falar, e falar, e falar
Suas palavras dançam em meus ouvidos
Sua forma inteligente de criar, planejar e analisar cada passo
E ai por um momento ele se cala. Pensa. E mexe na barba.
Ah, aquela barba. 
E ele olha para mim
E então ele volta a falar.
É como se fosse uma sessão de tortura
Eu o encaro
Ele desvia o olhar
E ele para. E mexe na barba
Eu estava ali
Mas meus pensamentos…

-Deh Lima

Image
0

Palco

Nos palcos da vida,
Muitos ‘Eus’ descobri em mim
Muitos ‘mundos’ conheci enfim
Antes das cortinas abrirem,
Antes do primeiro oito,
Uma ansiedade. Um nervosismo. Um afoito.
Por trás de tantas – as vezes poucas ou nenhuma – roupas, um coração batia acelerado.
Por de baixo de toda maquiagem, meu rosto queimava em aflição.
Terceiro toque.
Merda, então!
Mas quando as cortinas se abrem,
Um outro Eu está em cena.
Elegante, abusada, serena.
No palco é tudo mágico
Mas nem sempre é só alegria
Já errei, já chorei, já cai e me machuquei
Aplausos conquistei
Muitas pessoas encantei
Muitos sorrisos eu roubei
Nos palcos da vida,
Muitos ‘Eus’ descobri enfim.

0

Não aprendi a voar.

Por Gabriela Angelo.

*.*

No episódio de hoje...

Fechando e abrindo a geladeira,
cabelo desarrumado e a cara inchada,
às vezes eu me sinto num filme ou em um seriado,
só que com bem menos glamour.
Ou seria um de terror?

Eu sei que não tem nada na geladeira,
mas eu não sei qual é a façanha de abri-la
incansavelmente a madrugada toda.

No quarto,
deitei esquisitamente no chão,
onde consegui ver todas as estrelas que sorriam pra mim.
Céu limpo, uma das vantagens de ser do interior.

Frio na barriga, insegurança, medo.
Desde o dia que minha luz do fim do túnel começou a piscar,
eu sinto tudo isso.
Instável, chocante e aterrorizante.

Quando ninguém está do seu lado,
nem seus pais, seus amigos e muito menos o universo.
Quando você tenta cavar até achar uma pontinha de luz,
se dá conta que
ela nunca saiu de lá.

Na verdade,
tudo bem,
porque sinto-me bem por…

View original post 37 more words