0

POST CONVIDADO: Obstáculo ou Oportunidade?

Deh Lima:

“comece mudando o mundo ao seu redor, para quem sabe um dia mudar o mundo todo.”

Originally posted on :

Pelo menos 90% dos países mantêm alguma lei que limita a habilidade da mulher de participar da economia de seu próprio país. Em contrapartida, estudos e pesquisas realizados pela Credit Suisse mostram que atualmente existem mais mulheres nos conselhos administrativos, mais diversidade em cargos de alto escalões e mais participação feminina em geral. Um dado muito interessante do Banco Mundial diz que, a cada um dólar colocado nas mãos de uma mulher, sete dólares são gerados em prol da educação, saúde e alimentação.

Tendo como base os dados citados e outros diversos estudos que comprovam o engajamento feminino, eu lhe pergunto, por que ainda existe tanta desigualdade entre os gêneros?

Ao fazer essa pergunta a mim mesma, tudo me leva a crer que o maior obstáculo da mulher atualmente é a cultura. Essa muralha milenar tem nos perseguindo durante toda a existência da raça humana. Mas hoje podemos fazer escolhas…

View original 192 more words

0

Apenas eu

Deh Lima:

Apenas EU.

Por Deh Lima

Originally posted on Poesura:

por Deh Lima

Hoje, ao abrir os olhos, notei que estava frio, escuro.

Notei que estava diante de uma plateia vazia.

Onde existiam apenas o palco e eu.

Até meu pensamento fazia eco. Nem foco. Nem luz.

Apenas breu.

O vento frio passava cantando, mas nem ele ficou para me acompanhar.

Os muitos ruídos que ali existiam nada me diziam. Hoje, eu acordei em uma caixa vazia.

Estranho!

Posso jurar que dias atrás isso aqui cheirava flor e as paredes tinham cor de amor.

Um dia a plateia encantada sorriu, de pé me aplaudiu. Mas hoje, é apenas breu.

Apenas eu.

View original

0

Sobre ter alguém para se lembrar

beach-best-friend-bff-children-Favim.com-2078851

Tumblr/Favim.com

Gosto de lembranças que me fazem rir. Mesmo que seja em publico, fazendo com que todos me olhem se perguntando se estou louca. Gosto de lembranças que brotam lágrimas em meus olhos e um aperto de saudade no coração. Não dispenso, também, aquelas que um dia me deram um nó na garganta fazendo-me sentir raiva, pois gosto de lembrar como resolvemos e como sobrevivemos.

Gosto de te escrever ou te ligar dizendo que me lembrei de um de nossos ataques de risos. Hoje, por exemplo, lembrei daquele dia em que quase morremos de tanto rir depois que o meu pé quase foi atropelado e minha sandália ficou do lado de fora do carro – E sim, eu comecei a rir ao escrever e visualizar essa cena novamente.

Gosto de te encontrar…E depois de tanto tempo rir das mesmas coisas.

Gosto de me lembrar que depois de tantos anos, mesmo quando estamos distantes, quando nos encontramos os nossos sorrisos e os motivos pelos quais gostamos de rir, permanecem os mesmos.

Gosto de ter do que lembrar.

Gosto de ter de quem lembrar.

Deh Lima

0

Sobre 50 Tons de Cinza

No cinema as mulheres são maioria. Cada peitinho ou bunda que aparece é um gritinho, do tipo: Úuuuuu.

Calma mulherada, ele só tirou a camisa.

Presentation1

Sobre o filme:

1. Esse Christian Gray é uma furada. Ele nao tem nem 1/3 do sex appeal o Gray do livro. Sem contar que ele tem um “chumaço” de pelos, apenas no centro do peito, horrível. Sério! Depila isso cara, não tá legal. Para mim ninguém seria melhor Gray do que o Matt Bomer.

2. A Dakota Jonnes foi fiel ao lado sem graça da Ana Steele. (Não que eu não tenha gostado dela)

3. O Taylor é negro no livro. Sacanagem terem “hollywoodizado” o cara.

Minhas considerações:

Estou indignada e preocupada com essa mulherada. A sessão na qual assisti o filme, e também nas que outras pessoas assistiram, parecia ter varias adolescentes loucas para dar ou que nunca tinham visto um homem. GENTÊ! No livro há muito mais detalhes e é mais hot do que o filme, vai. Respeito as que curtiram e as que se “animaram” durante o filme, porém, ser presa por se masturbar durante a sessão é demais para mim – AMIGÁÁ ta faltando emoção na sua vida, viu. Não queria ser chata, mas…

Homens

Vi alguns com dor de cotovelo por causa do Christian e outros que acham que toda mulher gosta de apanhar.

The LGI adiverte, consultem o regulamento antes de dar chicotadas em alguém.

Só para esclarecer para esses que viram o filme e acham que toda mulher quer exatamente aquilo na cama:

NÃO, nem toda mulher quer um Christian Grey e NÃO, nem todas curtem apanhar.

Acredito que tentar coisas novas são sempre válidas, desde que ambas as partes estejam de acordo. Entenderam rapazes?

Resumindo

O filme é legalzinho, não curti o ator protagonista e o livro consegue ser mais excitante… Então vamos la, podem guardar os “consolos” pois os grupos de whatsapp estão mais picantes que esse filme. Separei algumas bizarrices que ocorreram durante e após as sessões do filme, venha rir ou se envergonhar com a gente:

Três mulheres são presas por agredir um homem em sessão

Mulher é presa ao se masturbar em sessão de ’50 Tons de Cinza’

Estudante imita “50 Tons de Cinza” e é preso por agressão sexual

50 tons de roxo: casal tenta repetir cenas do filme e acaba em hospital

Deh Lima

1

10 músicas de tirar a calcinha

Quando digo que são músicas de tirar a calcinha você pode entender pelo lado literal ou pelo lado figurado da palavra. Como assim? Sabe aquela música que faz você se imaginar a própria Beyonce arrasando na coreografia? Ou aquela música que faz você se sentir a Anastasia com AQUELE Christian Gray que você imaginou ao ler o livro – pois o interprete do filme, para mim, não chegou nem aos pés do meu Chris, que SEM DUVIDAS seria Matt Bomer – enfim.
É aquela música que faz você sentir vontade de ir até o chão, fazer aquele pole dance ou ser musa de cinema na cama. Se você nunca experimentou fazer essas coisas, fica dica, da o play e se solta:
Queen Bey – Rocket
Glory Box – Portishead
Hooverphonic – 2Wicky
Alex Clare – Too Close
Enigma – Mea Culpa
Quee Bey – Haunted
Danzig – She Rides
David Bammer – Play (Come on Neggas)
Karise Eden – It’s a Man
E a clássica que não pode faltar: 
Joe Cocker – You Can Leave Your Hat On
Deh Lima